5 Cafés Históricos de Turim


cafés históricos de turim

Como vocês já sabem, eu e o Fabiano adoramos um café. E tomar café num dos Cafés históricos de Turim é definitivamente imperdível. Turim é uma cidade de bons cafés, alguns com suas vitrines repletas de chocolates e doces, outros com uma decoração de época de perder o fôlego. Isso sem falar que o café expresso é made in Turim.

Eu acho Turim uma cidade muito parecida com Paris em vários aspectos e a presença dos charmosos cafés, com suas mesinhas do lado de fora (ou não), é o que mais faz a capital do Piemonte se assemelhar à cidade luz.

Os 5 Cafés Históricos de Turim

A cidade possui vários cafés centenários e por isso conhecidos como históricos e estes são os que eu escolhi para mostrar um pouquinho pra vocês.

Al Bicerin

cafés históricos de turim

Famoso por ser o inventor da bebida analcólica típica de Turim, o Bicerin. Aberto em 1763, era apenas um lugarzinho escuro com mesas de madeira. Nem sequer possuía um nome. No início do século XIX, toda a região passou por uma reestruturação e o Al Bicerin ganhou a aparência que possui hoje. Era o café preferido de Cavour, um dos protagonistas da Unificação Italiana.

Está localizado no Quadrilátero Romano, em frente ao Santuario della Consolata. É um café pequeno e muito famoso, então sempre tem filas nos finais de semana, mas provar o bicerin original é obrigatório para quem vem a Turim.

Fiorio

cafés históricos de turim

Se você já esteve em Turim, é possível que já tenha visto em vários pontos da cidade uma Fiorio, mas essas são as sorveterias da marca. O Café Fiorio, foi inaugurado em 1780 na Via Pó e está ali até hoje, plantado sob as arcadas que ligam o centro da cidade ao Rio Pó.  Seu sorvete de gianduia é tao gostoso (e famoso), que a visita será inesquecível. O Fiorio já foi o mais importante café da cidade e foi cenário de muitas reuniões que precederam a Unificação italiana. E contam por aqui que Nietzsche sempre tomava um sorvete no Fiorio, no período em que morou em Turim.

San Carlo

cafés históricos de turim

Aberto em 1822, está localizado na “sala de estar” da cidade, na Piazza San Carlo n. 156, e dizem que foi aqui que a Unificação Italiana foi de fato discutida. Importante no cenário político italiano, foi neste local que Antonio Gramsci teve a ideia de fundar “L’ Ordine Nuovo”.

A decoração do café é extraordinária, tendo como personagem principal um belíssimo lustre de cristal, além de espelhos e colunas douradas.  Foi o primeiro café da Itália a usar iluminação a gás (1832). Foi no Café San Carlo que Alexandre Dumas se apaixonou pelo Bicerin.

Baratti & Milano

cafés históricos de turim

Localizado na Galleria Subalpina, em plena Piazza Castello, é o mais central dos cafés históricos de Turim. Aberto em 1875, é famoso por seus doces e chocolates e foi, inclusive, a doceria oficial da Família Real Italiana. Este é um café que impressiona pela imponente decoração art nouveau. Tomar um café com panna (chantilly) no Baratti & Milano dá até a sensação de ter voltado um pouquinho no tempo. É glamour puro!

Torino

cafés históricos de turim

O mais novo desta lista, o Café Torino foi inaugurado em 1903. Também localizado sob as arcadas da Piazza San Carlo, porém no n.204, é na frente dele que está localizado o famoso tourinho da superstição de Turim. O local é super elegante, com um atendimento muito bom e a última vez em que fui fizemos um apericena* bem gostosinho. Mais um local que se destaca pela decoração impecável. Ava Gardner e Brigitte Bardot já pisaram neste café de Turim.

1 Comentário

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*