Depois de alguns meses morando aqui, já posso contar para vocês, queridos leitores, qual é o custo de vida em Turim. Acredito que quando estamos pensando em morar em alguma cidade, uma das coisas mais importantes é saber qual é o custo para se viver ali.

Quer transferir dinheiro do Brasil para a Europa da forma mais barata? Clique aqui.

Custo de Vida Em Turim

Para facilitar, dividirei por tipo de gasto, explicando um pouco sobre cada categoria. Todos os valores de consumo são baseados nos custos que temos aqui em casa, lembrando sempre que somos em 2 adultos e 1 criança de 2 anos.

Quer transferir dinheiro do Brasil para a Europa da forma mais barata? Clique aqui

Moradia

Com certeza, este vai ser o seu maior gasto. Turim não é a cidade com aluguéis caros como Roma e Milão. Porém, como é uma cidade universitária, os aluguéis não são tão baratos.

O aluguel de um apartamento de 2 quartos custa entre 500 e 700 euros. Já o aluguel de um quarto entre 250 e 400 euros. Tudo depende da localização e condições do imóvel.

Condomínio e Água

Além do aluguel, existe a tava condominial. Normalmente essa taxa custa entre 50 e 100 euros e a água está incluída nela.

Luz

Diferente do que ocorre no Brasil, aqui na Itália você escolhe seu fornecedor de energia elétrica. Isso faz com que os valores sejam bastante competitivos, existindo inclusive pacotes e promoções de energia elétrica.

Gastamos 50 euros/mês de energia elétrica aqui em casa. Além da luz (e impostos e taxa de fornecimento), a canone Rai (que eu expliquei aqui) é cobrada na conta de luz. No nosso caso, custa 10 euros por mês.

Um informação importante, é que a conta de luz é bimestral. Então, a fatura vem a cada 2 meses e você sempre paga o consumo referente ao bimestre.

Gás

No nosso apartamento, o gás é apenas para cozinhar, já que o aquecedor de água é elétrico e o aquecimento (riscaldamento) é centralizado. Gastamos 19 euros/mês e essa conta também é bimestral.

Aquecimento (Riscaldamento)

Este é um custo que pesa bastante no orçamento durante o inverno. É o preço que pagamos para manter a casa quentinha.

O aquecimento, aqui chamado de riscaldamento, pode ser autônomo ou centralizado.

No caso do autônomo, você decide quando ligar e o quanto usar e assim consegue até economizar. Neste caso, o aquecimento é cobrado junto da conta do gás de cozinha, bimestralmente.

Como eu disse, aqui no nosso apartamento o aquecimento é centralizado. Ou seja, sempre é ligado por um determinado período de horas por dia, definido pelo condomínio. O valor a ser pago é dividido pelo número de apartamentos do prédio e proporcional a quantos radiadores tem no apartamento.

Aqui a conta chega no início do inverno e é baseada no consumo do ano anterior. No final do inverno, costumar fazer um ajuste do consumo real e do pago. Moramos num apartamento de 70 m², com 4 radiadores, e o riscaldamento custa em torno de 1000 euros por inverno. E é pago mensalmente para a empresa fornecedora, via depósito bancário.

Internet

Existem inúmeras empresas fornecedoras e também muitos planos promocionais aqui em Turim (e na Itália). Nós contratamos um plano de Internet da Fastweb de 1 Gb (fibra) por 24,95 euros/mês.

Transporte Público

O transporte público aqui em Turim é bastante razoável e não é caro. Um bilhete unitário (urbano + suburbano custa 1,70 euro e é válido por 90 minutos após a primeira validação. Já um cartão com 15 bilhetes sai por 17,50 euros.

É possível também fazer um cartão mensal que custa € 38,00. Para informações sobre valores e tipos de cartões e abonamentos: visite o site da GTT.

Celular

O menor dos gastos do custo de vida em Turim. E em toda a Itália (e talvez Europa). Planos de telefonia celular aqui não são caros e as operadoras são bastante competitivas.

Para se ter uma ideia, temos um plano de celular atrelado ao plano de internet fixa da Fastweb, que nos custa 6 euros a cada 4 semanas, com 6Gb de dados e e minutos e sms ilimitados, para cada celular. Comparado aos preços do Brasil, chega a ser ridículo.

Alimentação

Supermercados e Feiras

Na Itália come-se muito bem. Produtos da estação e frescos são super acessíveis e de uma qualidade que não encontramos no Brasil. Consumir produtos da estação é um hábito dos italianos (e dos europeus, em geral), que eu acho muito inteligente. Por exemplo, o outono é época de abóbora e você encontra o legume em todas as feiras e supermercados por um preço super em conta.

Carne aqui realmente é mais caro que no Brasil e os italianos consomem numa quantidade moderada. E dão preferência ao peru e ao porco. Para se ter uma ideia de preços, 1 kg de músculo custa em torno de 9 euros e 1 kg de peito de frango desossado e fatiado por 8 euros.

Aqui gastamos em média 250 euros por mês com supermercado e feira (só alimentação, sem contar produtos de higiene e limpeza).

Comer Fora

Comer fora sempre faz com que os gastos com alimentação subam. Este é um item que elevará muito seu custo de vida em Turim.

Aqui em Turim, uma refeição num restaurante médio sai entre 10 e 15 euros por pessoa, incluída a bebida. É claro que existem restaurantes que custam bem mais que isso.

Um combo (promoção) do Mc Donalds custa 8 euros. Já um restaurante japonês all you can eat (tipo rodízio) custa, em média, 20 euros por pessoa no jantar (sem bebidas). E no almoço sai por 13 euros.

Saúde

A saúde aqui na Itália, como já contamos aqui e aqui, não é completamente gratuita. Porém não pesa muito no custo de vida em Turim.

Funciona assim: todos os inscritos no sistema de saúde italiano possuem um médico de base, cujas consultas são gratuitas. Quando a pessoa está com algum problema de saúde (que não seja emergência. que aí tem que ir pro hospital), vai primeiro no médico de base, que faz o atendimento e, se o caso for simples, já prescreve o tratamento(com medicações e exames) e, se o caso for complexo, encaminha para o especialista.

As consultas com especialistas e os exames especializados são pagos. Certos exames custam o mesmo preço na rede pública e na privada, então muitos médicos pedem para fazer na rede privada por ser mais fácil agendar um horário. O valor pago é chamado de ticket sanitario. para maiores detalhes, clique aqui.

Crianças até os 6 anos e idosos com mais de 65 anos são isentos do ticket sanitario. E pessoas de baixa renda também não pagam.

Educação

Nesse post, em que contei sobre a escolinha da Olívia, eu expliquei como funciona a educação infantil aqui na Itália. A educação, a partir dos 6 anos é universal e gratuita até chegar à Universidade, cujos cursos são pagos.

Com exceção de quem tem filho pequeno, que ainda frequenta a educação infantil (como é o nosso caso), este é um item gratuito do custo de vida em Turim.

Conclusões sobre o Custo de Vida em Turim

Turim não é a cidade mais cara da Itália para se viver, mas também não é uma cidade barata. Considero o custo de vida aqui médio se levarmos em conta o tamanho da cidade e a qualidade de vida.

E aí, gostaram de conhecer qual é o custo de vida em Turim?

Clique aqui para reservar seu hotel em Turim.

13 Replies to “Conheça o custo de Vida em Turim

  1. Muito bacana!!! Morei em Turim entre 2006 e 2007 e tenho muitas sdds!! E tem coisas que eu nem sabia ou lembrava mais. Sou apaixonada por essa cidade!! Achei essa página por acaso e estou adorando!!

  2. e se for em uma região mais afastada do centro de turim? o preço cai razoavelmente? eu tava querendo ir para fazer o processo de reconhecimento de cidadania, e a Comune fica em Avigliana. estou fazendo os calculos para ficar aí por 6 meses (3 no minimo), seria eu, minha filha de 10 anos e minha tia (com quem eu dividiria os gastos de aluguel, luz, agua, internet e celular). Gostei muito do seu site, ja estou seguindo no instagram também!!

    1. Oi Juliana, desculpe a demora em resonder!

      Sim, quanto mais distante do centro te Turim, mais os valores baixam. Claro que existem regiões caras, mas de um modo geral é isso que acontece. Se você estiver muito próxzima, por exemplo, ao politécnico, pode ser que os valores sejam maiores, já que a demanda por apartamentos de estudantes é maior. Se for uma área mais residencial como Colegno, Lingotto, Santa Rita, San Paolo e ainda Borgo Vitória e Aurora (sugiro sempre uma passeada antes para conhecer o local) você pode encontrar boas opções por preços bem inferiores.

  3. Muito bom seu blog
    Estou pensando em ir morar na Itália.
    Sabe me dizer se tem muitas escolas de yoga aí em Turim?
    Sou professora de yoga e gostaria de abrir um estúdio aí…
    Será que consigo viver do yoga em Turim?

    1. Oi Priscila, Obrigado!

      Acredito que Turim é bem servida de escolas de Yoga, mas tudo vai depender do diferencial que você apresenta no seu negócio. O italiano tem uma cultura bem interessante de cuidado com a saúde, muitos deles buscam algo para se manter em forma e pelo menos dois que eu conheço praticam Yoga. Quanto a abrir um estúdio aqui, sugiro a leitura deste link aqui para que possas encontrar mais informações de como iniciar uma empresa na Itália: http://www.comune.torino.it/torinogiovani/lavoro/servizi-per-avviare-un-impresa

      Um Abraço,

      Equipe InTurim

  4. Muito útil esse post! Obrigada!
    *Como dica, sugiro que atualizem esse post sempre que houver alteração de valores (ou inclusão de novas despesas)…

  5. Gostei muito do seu post. Minha filha tem dois filhos, de 7 e 10 anos, está tirando a cidadania italiana e pretende morar na Itália. Pretendo ir com ela, Ela é professora de inglês na rede pública e eu sou aposentada, com uma renda de mais ou menos 1000 euros, além disso trabalho em casa com depilação e designer de sobrancelhas. Você acha que nós conseguimos emprego em Turim? Obrigada.

    1. Senhora Regina, ficamos felizes que tenha gostado do post. Cada situação é única e não podemos dizer com certeza se vocës conseguirão um emprego em Turim. O que posso afirmar com certeza é que a área de estética(deilação e desihner de sobrancelhas) sempre precisa de profissionais na Itália.
      Um abraço
      Família In Turim

  6. Ciao, bounasera
    Gostaria de saber, como está a oportunidade de trabalho aí em Turim?! Eu e minha família estamos dando entrada no processo da cidadania italiana, e queremos mudar para Turim!

    1. Ciao, Amanda!
      A Itália segue em crise, o que afeta muito o mercado de trabalho. Além disso, cada área profissional tem suas particularidades, sendo que algumas áreas tem bem mais ofertas que noutras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.