A forma mais barata de transferir dinheiro para o exterior


E aí, como levar a grana?

Dinheito não é tudo nessa vida, mas existem maneiras economizar ao transferir dinheiro para o exterior.
Dinheiro não é tudo nessa vida, mas é preciso respeitá-lo. Como toda a ferramenta, se usada da forma correta, pode nos levar até onde queremos chegar. Foto de http://allthefreestock.com

O primeiro problema com o qual nos defrontamos quando começamos a pensar na viabilidade prática do nosso plano para vir para a Itália foi imaginar como poderiamos transferir dinheiro para o exterior.

Tínhamos uma grana guardada no Brasil, e nossos cálculos nos diziam que 2.000 € euros mensais seriam mais ou menos suficientes para que pagássemos nossas despesas aqui. (Até agora, acredito que foi um dos pontos que mais acertamos, pois deu menos do que isso).

Além disso, alguns clientes e a renda de aluguel do apartamento complementariam nossa renda.

Na minha opinião, o Brasil tem um dos melhores retornos para investimento do mundo, levando-se em conta o risco x retorno. Transferir dinheiro para o exterior de uma vez só seria uma dor de cabeça, um péssimo negócio (havia uma tendência de baixa no valor da moeda, e acredito que continuará assim daqui para a frente) fora taxas com as quais eu teria que arcar, impostos, etc.

Na ponta do lápis, a facada bancária

O primeiro grande obstáculo foi o pagamento do mestrado. Não pelo valor, mas como transferir dinheiro para o exterior. A primeira parte era uma taxa de inscrição de 1.150 €. Como não tinha ainda conta aqui na Itália (ou na Europa, abri uma conta no Leu Pay depois, mas isso é outra história) Fui ao meu banco para ver como proceder e foi aí que senti aquela facada no rim. Banco é uma máquina de fazer dinheiro. Ou de cobrar do cliente. Isso explica as taxas tão exorbitantes. Na época, o Banco do Brasil me cobrou o seguinte:

Taxas:

  • R$ 110,00 de taxa de operação
  • R$ 276,03 de taxa de não sei mais o quê (não especifica no extrato, mas na realidade são 75 euros)
  • R$ 16,08 de IOF.

Abaixo o extrato:

Extrato da transferencia Bancária
É, tudo isso de taxa.

O IOF (Imposto sobre Operações Financeiras) é um percentual (0,38%), neste caso, será cobrado sempre da mesma forma.

Então, se formos ver os valores são, no total, R$ 402,11.

Então para transferir o dinheiro para o exterior, sobre os R$ 4.232,60, paguei 9,05% de taxa.

Mas não é só isso. O valor do câmbio foi de R$ 3,6805.

No frigir do ovos, a minha conta foi de R$ 4.634,71.

Pra quem não sabe existe uma tarifa média de mercado, calculada com base no valor médio de cambio utilizado no mundo, que é a taxa considerada mais justa do mercado. Muitas vezes os bancos utilizam sua própria cotação, fora aquelas questões de ajuste cambial, etc. Pra você ter uma idéia a taxa desta data era R$ 3.6346, ou seja, aproximadamente 1,26%. Ou seja, mais uma facadinha adicional.

Fora que várias das etapas da transferência requeriam a minha assinatura, e tive que ir até o banco para resolver o pepino.

Transferwise: Uma forma de transferir dinheiro para o exterior mais inteligente, fácil e justa.

Aí eu descobri o Transferwise. Os caras me fisgaram de três formas: a primeira obviamente por que eu já havia pensado que seria interessante um negócio nesse formato, então em teoria, a essência da mecânica eu já conhecia. A segunda era que o site é muito claro em especificar como funciona a coisa toda e em credibilizar o serviço, que parece ser muito justo. E em terceiro lugar, eu tenho um apreço especial por quem concorre com bancos :).

A jogada é a seguinte: não é transferência de dinheiro. Pelo que eu entendi, eles tem a grana nos dois países. E eles prestam o serviço de depositar dinheiro em alguma conta em um outro país, e você paga isso com um boleto no seu país. Assim não precisam transferir dinheiro para o exterior. Simplesmente giram com a grana em dois países, sem mandar a grana de um lugar para o outro.

Na ponta do lápis, a economia.

A economia para transferir dinheiro para o exterior, na ponta do lápis.
A economia para transferir dinheiro para o exterior, na ponta do lápis.

O Transferwise é bem mais simples que transferência bancária. E muito mais econômico.

Se eu tivesse feito a transferência do dinheiro para o exterior pelo Transferwise, os valores seriam os seguintes:

Valor        1.150 €
Cambio   R$ 3.6346
Valor em R$ 4.179,79
Taxa        2,5% (sobre o valor a ser convertido e IOF incluso)
Total:      R$4.284,29

Fazendo cálculo a economia chegaria a R$ 350,42 ou seja, mais de 7,5% em relação ao valor do banco. Não é nada não é nada, no fim seria mais ou menos uns 95 €. Aqui isso dá tranquilamente o super de uma semana, sem economia, e com um vinho ainda.

Clicando aqui você pode ter uma ideia de quanto custaria fazer uma transferência para o exterior hoje.

Este post segue as políticas de ganhos/afiliados do blog. Saiba mais neste link.

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*