Toret – As curiosas e interessantes fontes de água de Turim


Nesses meus primeiros dias na cidade, uma particularidade local que conheci, e aprendí o nome, foi a Toret.

Em toda a cidade observa-se a presença dessas simpáticas cabeças de touro que jorram água pela boca. Em dialeto piemontês, Toret é o filhote do touro, ou seja um tourinho, e foi esse o nome escolhido para chamar  as fontes de água da cidade. Quem já esteve na Itália, deve ter notado que essas fontes de água potável são extremamente comuns. E que os locais e turistas costumam matar sua sede nessas bicas d’água.

Feitas em ferro fundido e pintadas de verde garrafa, as fontes

As toret começaram a ser instaladas na segunda metade do século XIX, lá por 1862, e em meados dos anos 1930, já estavam bem espalhadas pelas ruas e parques da cidade. Hoje em dia, existem cerca de 800 toret em toda a capital piemontesa. Essas fontes são parte de Torino e a população local nutre uma relação afetuosa com elas, não só por sempre fornecerem água quando tem sede ou praticam esportes, mas principalmente, por serem uma memória afetiva de infância. Elas estão de tal forma presentes no dia a dia torinense, que existe uma brincadeira envolvendo as toret: um torinense convida alguém (normalmente de fora de Torino) para tomar algo no Toro Verde ou Green Bull, dando a entender que é um bar ou um pub. O convidado aceita e quando chega ao local, vê que o Toro Verde é uma fonte de água pública e essa é a piada.

A foto que ilustra este artigo é de uma toret localizada no Parco Cavalieri di Vittorio Veneto, que fica perto de onde moramos e ao lado do Estádio Olímpico de Turim, que é o estádio da Torino.

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*