Carsharing em Turim: uma opção de mobilidade urbana


Carro Enjoy
Fonte: Site Enjoy

Não dá para falar de mobilidade urbana sem falar em um serviço que, apesar de não ser público, ajuda bastante na hora de se locomover pela cidade: o carsharing (compratilhamento de carros, em tradução livre).

CarSharing

O que é carsharing?

O carsharing, para quem não sabe, é um serviço de aluguel temporário de veículos por agendamento, medido em horas e minutos, e pago somente pelo tempo em que o veículo foi utilizado. A principal diferença é que você nao precisa alugar o veículo pelo dia inteiro. Pode até haver uma minutagem específica mínima, mas ela é bem baixa, quando existe.

A idéia de compartilhar carros e sua manutenção não é nova, ela surgiu após a segunda guerra mundial. A primeira organização de carsharing documentada é de 1948, a Selbstfahrergemeinschaft (boa sorte em tentar pronunciar mentalmente), um serviço de carsharing de uma comunidade habitacional em Zurich, mas não se sabe como a iniciativa se desenvolveu.

O Papel Sustentável do Carsharing

Segundo a CSA (Carsharing Association) o carsharing é :”projetado para usuários locais, a fim de auxiliar na mobilidade urbana da comunidade e seus objetivos ambientais. A sua missão, visão e valores devem levar a ações que diminuam a posse individual de carros, reduzam a distância percorrida pelo veículo, melhorando o uso e desenvolvimento do território urbano, tornado acessível o uso de veículos para todos, assim como motivar os residentes a caminhar, usar a bicicleta, usar trens e ônibus, diminuindo também a dependência de combustíveis fosseis e a emissão de gases do efeito estufa.”. Turim tem um longo histórico de inovação, o que torna a cidade ideal para a implementação de políticas públicas que considerem questões ambientais.

Torino - uma das cidades mais verdes da europa.
Torino – uma das cidades mais verdes da europa.

O Carsharing em Turim:

Em Turim existem 3 empresas de Carsharing operando atualmente: a Car2go, a Enjoy e a BlueTorino

Abaixo listarei uma a uma com suas particularidades:

Car2go

Logo Car2Go Carsharing

Para usar o serviço da Car2go (uma sociedade entre a fabricante de caros Daimler(75%) e a Europcar(25%)), primeiro você se inscreve no site da car2go, coloca seus dados e os dados do cartão de crédito. Após, você valida a sua carteira pela app ou comparecendo na central de atendimento (como aconteceu no meu caso).

Para utilizá-lo é bem simples: você baixa e abre o aplicativo, ele lista no mapa onde o carro está, você pode checar qual o nível de combustível, o tipo de carro, a distância até o carro e o tempo médio que leva para chegar até lá, além da tarifa, que para o Fourtwo é de 0,24 € por minuto e 0,26 € para o Fourfour.

Car2go
Fonte: Site Car2go

Aí basta reservar o carro e quando você chegar, colocar uma senha e ele abre. A chave estará em um dispositivo especial e basta você retirá-la, colocá-la na ignição e seguir viagem. Ah, e não esqueça de dar uma olhada ao redor do veículo antes, pois se algum dano for causado e você não informar antecipadamente, pode ser responsabilizado. E me disseram que não é uma boa experiência.

Quando terminar, é só estacionar (aqui em Turim, o pagamento do estacionamento está incluso, você pode estacionar em qualquer lugar com a linha azul) e colocar a chave de volta no lugar indicado. Ao sair do carro você encerra o aluguel pelo aplicativo e ele trava as portas. Você receberá uma noificação no celular com o valor final da corrida.

Se você quiser ganhar uns minutos extras (10 para ser mais exato) você pode pode abastecê-lo quando estiver com menos de 25% de combustivel.

Na Itália também está presente em Firenze, MIlano e Roma e no resto do mundo podem ser utilizados na Austria, Canadá, China, Alemanha, Holanda, Espanha e Estados Unidos.

BlueTorinoLogo BlueTorino Carsharing

A BlueTorino (da empresa francesa Blue Solutions, empresa guarda-chuva da Bolloré, que produz soluções para armazenamento de eletricidade) é bem interessante e o serviço completamente diferente iniciando pelo carro: enquanto as outras duas empresas usam carros normais que utilizam combustíveis fósseis, o carro do BlueTorino é elétrico. Não vou me ater a experiência de dirigí-lo, mas posso dizer que é bem estranho: ele nao faz barulho, então na primeira vez, o cérebro fica meio perdido, esperando o motor ou algo assim. O carro é extremamente silencioso.

O procedimento de inscrição é bem tranquilo e eles tem um serviço de suporte online para tirar as duvidas e registrar você. Demorei um pouco para entender onde fazer a inscrição,  mas você deve fazer a sua inscrição online e termina-la em algum dos quiosques espalhados nos pontos BlueTorino da cidade. Nestes pontos ficam os carros estacionados, conectados à estação de recarga onde existe um totem onde você inicia o aluguel.

BlueTorino
Fonte: Site BlueTorino

O custo do serviço é menor que o do Car2go: menos de 0,19 € por minuto. Em compensação você paga 5 € de mensalidade, o que encarece um pouco o serviço. A fim de ter uma segunda opção, sou associado, mas confesso que uso pouco o serviço.

Ao final do processo de inscrição, um cartão provisório para utilização. Após alguns dias, recebe algo como um cartão de crédito.

Você pode usar um aplicativo (embora aqui ele não seja indispensável) e verificar quais são os pontos de estacionamento e carga do BlueTorino mais convenientes. Aí é possivel reservar o carro e então retirá-lo no ponto BlueTorino escolhido. Aqui eu acho que fica o ponto crírtico do serviço: se o seu ponto de partida ou destino são distantes do ponto onde há o o ponto BlueTorino mais próximo, então fica um pouco fora de mão. Eu por exemplo estou 15 minutos longe do ponto mais próximo da minha casa, e mais 15 do master. E o ônibus leva 30 minutos para sair daqui da frente de casa e chegar a 10 minutos do IAAD, o que torna a solução mais complexa.

Após utilizar o carro, você deve entregá-lo em um dos pontos de recarga (se você não tiver feito a reserva pelo aplicativo, pode fazê-lo pelo display do veículo). Depois de estacionar é só passar o cartão no sensor da porta do motorista, e após isso conectá-lo no totem elétrico. Na tela do totem é mostrada uma mensagem indicando isso e assim fica tudo certo.

Uso bastante quando tenho que ficar muito tempo com o carro ou levar a Olívia em algum lugar pois ele é maior e como temos que deixar a cadeirinha dentro (não há como carregá-la para lá e para cá pois é muito grande) aí o valor/minuto compensa. Nenhum dos dois anteriores tem cadeira de bebê no carro, apenas o Enjoy (que até onde eu sei tem 4 disponíveis, somente em Milão, em parceria coma Chicco).

Enjoy

Logo Enjoy Carsharing

Infelizmente a italiana Enjoy (uma parceria entre a Eni, empresa de luz e gás aqui da Itália, a Fiat e a Trenitália, operadora italiana de transporte ferroviário) é a única a não aceitar a Permissão Internacional para Dirigir (comumente chamada de P.I.D.). Por este motivo não pude utilizar o carro o que limita um pouco a quantidade de informações que posso dar, pois não tive a experiência de utilizá-lo. Mesmo com o envio de todas as leis que me permitem dirigir na Itália com os documentos que tenho, eles ainda assim disseram não era possível fazer a inscrição. Só é possível dirigir com carteira dos seguintes países: Austria, Bélgica, França, Alemanha, Italia, Países Baixos, Portugal, Reino Unido, Russia, Espanha, Suíça e Estados Unidos.

Carro Enjoy
Fonte: Site Enjoy

Alguns amigos utilizam e acham semelhante à Car2go. O valor é de 0,25 € cobrindo no máximo 50km. Caso ande mais que isso, é necessário um valor adicional de 0,25 € o km adicional.

Agora é só escolher por onde começar a conhecer Turim de forma ecologicamente correta, barata e conveniente!

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*